UNIDADES

Parceiros



27/05/2019

Emprego na construção civil tem melhor mês na microrregião de Campinas desde janeiro de 2014


Com 888 vagas abertas em abril, a construção civil registrou o melhor desempenho na criação de empregos com carteira assinada na microrregião de Campinas (SP) desde janeiro de 2014. Apesar do dado positivo, o setor acumula perda de 12.250 postos de trabalho nesse período de 5 anos e três meses. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Os números do setor também se destacam se forem considerados apenas os dados registrados em abril. A construção civil não abria tantas vagas formais na microrregião desde abril de 2012, quando foram contratados 905 trabalhadores com carteira assinada. De acordo com o Caged, o setor emprega 33,1 mil pessoas.

As cidades que mais contrataram na construção civil foram Paulínia (SP), com 363 postos, e Indaiatuba (SP), com 302 contratações.

Economista do Observatório da PUC-Campinas, Eliane Navarro Rosandiski vê os números de abril como positivos, "puxados por obras pontuais na região", mas alerta que no geral, economia ainda não está em "trajetória de recuperação".

Segundo a pesquisadora, na análise dos oito setores avaliados pelo Caged, a microrregião formada por 16 municípios apresentou queda de 5,3% no emprego na comparação com o mesmo período do ano passado: 3.639 em abril de 2019, contra 3.845 de 2018.

"Claramente é uma recuperação puxada pelas obras aqui na região, e evidentemente gera algum tipo de benefício para a economia local. No entanto, ainda temos que ficar atentos para a evolução do emprego industrial, que ainda não mudou sua trajetória de queda", explica a economista.

Cidades da microrregião de Campinas Americana Campinas Cosmópolis Elias Fausto Holambra Hortolândia Indaiatuba Jaguariúna Monte Mor Nova Odessa Paulínia Pedreira Santa Bárbara dOeste Sumaré Valinhos Vinhedo


Original, G1.com.br



« Voltar


Copyright © 2011 - 2013 - Cicalfer DESAFIO