UNIDADES

Parceiros



01/07/2019

Construção civil fecha maio com saldo positivo de empregos


O setor da construção civil na RMC (Região Metropolitana de Campinas) terminou maio com saldo positivos. Neste último mês, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o saldo foi de 162 novas vagas abertas.

Os números de maio, porém, mostram uma redução no ritmo de contratações na comparação com abril, quando foram gerados 890 postos com carteira assinada.

Em maio, sete cidades apresentaram saldo positivo de contratações, com Campinas liderando a abertura de empregos: com 310 vagas. Em Indaiatuba o setor gerou 60 postos no mês passado. Em nove cidades o saldo ficou negativo

NO ANO

Quando comparados os números deste ano de janeiro a maio - com o mesmo período de 2018, é possível verificar a recuperação do setor imobiliário na região. No acumulado de 2019 já foram preenchidas 2.099 vagas com carteira assinada.

No mesmo intervalo de tempo do ano passado as construtoras e incorporadoras, na espera da definição do quadro político e ainda sob o forte impacto da crise de quatros ano, haviam fechado 490 vagas.

No acumulado de 2019, 13 municípios contrataram mais que demitiram. Os destaques são Indaiatuba, com 829 novas vagas, seguida por Campinas (709) e Americana (89). Na ponta oposta, Paulínia registrou o fechamento de 521 postos formais com carteira assinada. Hortolândia (42) e Jaguariúna (28) também seguem no vermelho no ano.

Para o presidente da Habicamp (Associação Regional da Construção de Campinas e Região), Francisco de Oliveira Lima Filho, a redução na abertura de vagas em maio, quando comparada com abril, reflete em parte o cenário de espera e expectativa do mercado pela aprovação da reforma da Previdência.

"Por outro lado, o fato de estar havendo mais admissões mostra que o setor está andando. As contratações mostram que novas obras estão sendo iniciadas em toda a região", analisa.


Original, AcidadeOn.com.br



« Voltar


Copyright © 2011 - 2013 - Cicalfer DESAFIO